Notícias

Alzheimer

Alzheimer

19/06/2019

A Doença de Alzheimer (vinda do nome Alois Alzheimer, neurologista alemão que primeiro descreveu essa patologia) é um transtorno neurodegenerativo, onde as células cerebrais degeneram e morrem, causando um declínio constante na memória e na função mental. Com isso, reduz as capacidades de trabalho e relação social, interferindo no comportamento e na personalidade da pessoa. De início, o paciente começa a perder sua memória mais recente mas com o tempo fica cada vez mais dependente da ajuda dos outros, até mesmo para rotinas básicas, como a higiene pessoal e a alimentação. Pode até lembrar com precisão acontecimentos de anos atrás, mas esquecer que acabou de realizar uma refeição. Cerca de 10% das pessoas com mais de 65 anos e 25% com mais de 85 anos podem apresentar algum sintoma dessa enfermidade e são inúmeros os casos que evoluem para demência. Feito o diagnóstico, o tempo médio de sobrevida varia de oito a 10 anos.

Essa patologia é caracterizada pela piora progressiva dos sintomas, pode-se definir ela em quatro estágios:

Estágio 1 (forma inicial): É dificilmente percebido, onde é visto como "velhice" apenas uma fase normal do processo do envelhecimento. Como o começo da doença é gradual, é difícil ter certeza exatamente de quando a doença começa. Causando alterações na memória, na personalidade, nas habilidades visuais e espaciais e problemas de linguagem.

Estágio 2 (forma moderada): Como a doença progride, as limitações ficam mais claras e mais graves. A pessoa com demência tem dificuldade com a vida no dia a dia e: para falar, realizar tarefas simples e coordenar movimentos, agitação, insônia e alucinações (vendo ou ouvindo coisas que não existem). Desordem de comportamento, tais como repetição de perguntas, gritar, agarrar-se.

Estágio 3 (forma grave): Estágio da total dependência e da inatividade. Distúrbios de memória são muito sérios e o lado físico da doença torna-se mais óbvio. Causando resistência à execução de tarefas diárias, incontinência urinária e fecal, dificuldade para comer, deficiência motora progressiva, necessidade de cadeira de rodas ou repouso absoluto na cama, dificuldade para reconhecer lugares e pessoas (até mesmo a própria casa e família).

Estágio 4 (terminal): Dificuldades para comer, andar, falar ou fazer qualquer coisa, o indivíduo fica totalmente descolado da realidade. Restrição ao leito, mutismo, dor à deglutição, infecções intercorrentes.

Até o momento, a doença permanece sem cura. O objetivo do tratamento é retardar a evolução dos sintomas, e os melhores resultados aparecem quando o tratamento é iniciado em uma de suas fases mais precoces. Quando iniciado, mensalmente precisa ser reavaliado pelo médico, porém deve ser mantido obrigatoriamente por um período mínimo de 3 a 6 meses, para que se possa ter ideia da eficácia do tratamento. Em uma doença progressiva nem sempre é fácil avaliar resultados, como no caso do Alzheimer. Por isso é fundamental que os familiares utilizem um diário para anotar a evolução dos sintomas, por meio de perguntas simples como: A memória está melhor? Os afazeres diários são cumpridos com mais facilidade? O quadro está estável? O declínio ocorre de forma mais lenta do que antes da medicação? Sem essas anotações fica impossível avaliar a eficácia do tratamento.

O Alzheimer ainda não possui uma forma de prevenção específica. No entanto, os médicos acreditam que manter a cabeça ativa com uma boa vida social e regada a bons hábitos e estilos permite, pelo menos, retardar ou inibir a manifestação da doença.

Com isso, as principais formas de prevenir são:

- Estudar, ler, pensar, manter a mente sempre ativa.

- Fazer exercícios de aritmética.

- Jogos inteligentes.

- Atividades em grupo.

- Não fumar.

- Não consumir bebida alcoólica.

- Ter alimentação saudável e regrada.

- Fazer prática de atividades físicas regulares.

VOLTAR


Visualizar PDF

 

FRILAB Medicina Laboratorial

Centro

Travessa São João, 8 - Centro - Nova Friburgo - RJ
Telefone: (22) 2523-2223

Horário de funcionamento:

Segunda a Sexta-feira de 07:00 às 17:00

Coleta 07:00 às 10:00.

** Sábado de 07:00 às 12:00 com coleta até às 10:00

Olaria

Praça 1º de Maio, 08 - Olaria - Nova Friburgo - RJ
Telefone: (22) 2523-7464

Horário de funcionamento:

Segunda a Sexta-feira de 07:00 às 11:00 e 13:00 às 17:00.

Coleta 07:00 às 10:00

Facebook Instagram