Notícias

Endometriose

A Endometriose

26/07/2019

A Endometriose é uma condição na qual pedaços do tecido endometrial (mucosa que reveste a parede interna do útero) crescem para fora do útero. Essa formação normalmente ocorre na região pélvica, fora do útero, nos ovários, no intestino, no reto, na bexiga e no peritônio, delicada membrana que reveste a pélvis, porém também pode ocorrer em outras partes do corpo. Ela pode ser classificada em três tipos: leve, moderada e grave.

- Ainda não se sabe por que o tecido endometrial cresce para fora do útero;
- A endometriose pode comprometer a fertilidade da mulher e causar dor (especialmente antes e durante o período menstrual, e durante a relação sexual), mas também pode não causar sintomas;
- Os médicos examinam o tecido endometrial introduzindo um laparoscópio através de uma pequena incisão próxima ao umbigo (laparoscopia);
- Os medicamentos são administrados para aliviar a dor e para retardar o crescimento inapropriado do tecido;
- Uma cirurgia pode ser realizada para remover o tecido endometrial que está fora do útero e, às vezes, para remover o útero e os ovários.

Todos os meses, o endométrio fica mais espesso, para que um óvulo fecundado possa se implantar nele. Quando não há gravidez, no final do ciclo ele descama e é expelido na menstruação. Uma das teorias para explicar o aparecimento de endometriose é que um pouco desse sangue migra no sentido oposto e cai nos ovários ou na cavidade abdominal, causando a lesão endometriótica. As causas desse comportamento ainda são desconhecidas, mas sabe-se que há um risco maior de desenvolver endometriose se a mãe ou irmã sofrem com a doença. A endometriose e a infertilidade estão associadas em 50% dos casos, ou seja, 50% das mulheres com endometriose têm infertilidade e 50% do casos de infertilidade feminina podem ter a endometriose como uma das principais causas.

Possíveis fatores de risco:

- Começar a menstruar muito cedo;
- Nunca ter tido filhos;
- Ciclos menstruais frequentes;
- Menstruações que duram muito, especialmente sete dias ou mais;
- Problemas como hímen perfurado, que bloqueia a passagem do sangue da menstruação;
- Anormalidades no útero.


O primeiro sintoma da endometriose é a dor pélvica, quase sempre associada ao ciclo menstrual. No entanto, mulheres com endometriose costumam dizer que a dor pélvica, durante o período de menstruação, é muito pior do que o normal e vai aumentando conforme o tempo.

Outros sintomas bastante frequentes da doença são:

- Dismenorreia (dores no período menstrual);
- Dor no baixo abdômen ou cólicas que podem ocorrer por uma semana ou duas antes da menstruação de forma cíclica;
- Dores nas relações sexuais com penetração;
- Dores ao urinar e evacuar, especialmente no período menstrual;
- Infertilidade;
- Fadiga;
- Diarreia.

É necessário que se procure um médico especialista nos primeiros sintomas da endometriose, para que o tratamento seja feito corretamente desde o início.

VOLTAR


Visualizar PDF

 

FRILAB Medicina Laboratorial

Centro

Travessa São João, 8 - Centro - Nova Friburgo - RJ
Telefone: (22) 2523-2223

Horário de funcionamento:

Segunda a Sexta-feira de 07:00 às 17:00

Coleta 07:00 às 10:00.

** Sábado de 07:00 às 12:00 com coleta até às 10:00

Olaria

Praça 1º de Maio, 08 - Olaria - Nova Friburgo - RJ
Telefone: (22) 2523-7464

Horário de funcionamento:

Segunda a Sexta-feira de 07:00 às 11:00 e 13:00 às 17:00.

Coleta 07:00 às 10:00

Facebook Instagram